“…era muito viciada em doces e verificava que sempre que os consumia, bem como quando ingeria alimentos com glúten, tudo isso me causava irritabilidade e instabilidade emocional…”

Existem algumas pessoas, no panorama nacional do “esforço” de divulgação do estilo de Vida Paleo / Primal, que se destacam, pela sua capacidade de inspirar, motivar e “comunicar a nossa mensagem”. São pessoas que conquistaram a afeição e confiança da comunidade Paleo / Primal e são frequentemente apontadas como referência e exemplo…

NUTRIrevolução convidou algumas dessas pessoas a partilharem connosco um pouco da sua “história” e experiência nestas opções “alternativas” de alimentação e modo de vida…

PERFIS PALEO

Suzana Cardoso BLOGA Suzana é uma “caixinha de surpresas”… 🙂 O seu aspecto de “menina” jovem e doce é enganador, pois “esconde” uma personalidade forte e decidida, uma inteligência declaradamente acima da média, uma maturidade assinalável para a usa idade e uma curiosidade e paixão pelas temàticas a que se dedica.

Como muitos dos que se dedicam, de forma absolutamente desinteressada, a ajudar outras pessoas a fazerem melhores opções, a darem passos mais esclarecidos na busca de uma melhor saúde e bem estar, a Suzana demonstra uma generosa disponibilidade e dedicação a esta “causa” de difundir melhores escolhas alimentares e um estilo de vida mais sadio.

De uma forma descontraída e com muito sentido de humor, a Suzana vai partilhando muita informação, sugestões de ementas semanais, fantásticas receitas, etc… quer no seu blog, na sua página facebook, canal YouTube e nos nosso Grupos Facebook de orientação Paleo / Primal…

Quem não se lembra do seu divertido mas esclarecedor vídeo de “DIETA PALEO: Guia para Iniciantes” ?!

Admiro vários dos interesses / paixões da Suzana. A sua orientação saudável e o investimento em formação de Desenvolvimento Pessoal, PNL – Programação Neuro-Linguística entre outras “ferramentas” faz-me acreditar que viremos sem dúvida a conhecer uma excelente profissional da área. Cá estaremos para testemunhar e continuar a beneficiar do seu empenho e dedicação…😊

Suzana Cardoso Paleo

ENTREVISTA

  • Quando consideras que iniciaste a tua “descoberta” de um estilo de vida e nutrição Paleo / Primal (ou a “tua” forma de descrever o que segues)?

Tudo começou em 2015. Em busca de ter um estilo de vida mais saudável, primeiramente, aderi a grupos “fit”, que partilhavam muitas refeições “light” (mas nada saudáveis). Num desses grupos, tive a sorte de ver uma refeição que fazia referência à Paleo. Decidi pesquisar mais sobre o assunto na internet, comprei livros, vi vídeos, fiz sínteses, organizei álbuns com fotos de sugestões de refeições para me inspirar e facilitar a transição para a dieta Paleo. Tentei “beber” o máximo de informação possível e, quando já compreendia o conceito, mudei drasticamente para esse novo estilo de vida, no verão de 2015.

  • Quais foram as tuas motivações? O que provocou o “click”?

Sempre desejei ter mais energia e também fortalecer o meu cérebro de modo a poder continuar a dar o meu máximo nos estudos universitários. E, a dieta Paleo, pareceu-me ser o “caminho” mais acertado para tal. Além de que era muito viciada em doces e verificava que sempre que os consumia, bem como quando ingeria alimentos com glúten, tudo isso me causava irritabilidade e instabilidade emocional, pois ficava com fome em pouco tempo.

  • Como descreves os primeiros tempos? Foi difícil a “mudança” de opções?

Foi muito fácil. Assim que compreendi este conceito, apliquei todos os seus princípios, com muita facilidade. Notei logo diferenças a nível emocional e fiquei muito contente por não ter mais o estômago constantemente a “roncar” de fome, nem a sentir-me fraca em poucas horas. Senti-me muito mais saciada e com mais energia para a realização das minhas atividades diárias.

  • Sentiste que as “tuas pessoas”, quem tinhas à tua volta, familiares, amigos, colegas, foram aliados ou trataram-te como um ET? 😊

Foi bastante complicado compreenderem esta minha opção de estilo de vida, sobretudo porque sou a mais nova de casa… Inicialmente, aborreciam-me constantemente, tentando-me convencer a comer doces ou pizzas quando eles comiam e também referindo mitos como o de que “comer vários ovos faz mal à saúde”, que “faz bem comer um bocado de açúcar” (o açúcar branco) e a velha máxima de que “vamos todos morrer”, dizendo-me tudo isto numa tentativa de que eu desistisse e voltasse ao que eles designavam de “comer comida normal”. Na atualidade, felizmente já compreendem e aceitam. No entanto, com muita tristeza minha, não consegui convencer nenhum familiar a mudar para este estilo de vida. Preferem continuar no lado do mal-estar físico, reclamar, porém sem nada fazerem para mudar. Acho que sou mesmo um “ET” na família.

Bolachinhas limão Paleo

  • Quando tiveste a “certeza” de que estavas no “caminho” certo?

Soube que estava no caminho certo quando finalmente consegui equilibrar o meu peso (no meu caso, desejava aumentar um bocadinho de peso), comendo apenas bons alimentos e também quando senti que, ao longo do dia, estava mais calma e saciada durante mais horas, ou seja, já não sentia aquela irritabilidade e oscilações de humor típicas de quando ingeria doces.

  • Tens algum “episódio”, alguma “história” engraçada / diferente / marcante, de que te lembres, relacionada com estas opções de vida?

Nos primeiros meses, quando iniciei a Paleo, com base em toda a informação que li (livros, artigos da internet…), redigi uma espécie de um livro-resumo para tentar convencer a minha família, uma vez que sabia que eles não tinham interesse em fazer pesquisas detalhadas sobre o assunto. Leram, mas não ficaram convencidos. Pelo menos tentei, só que aprendi que não podemos ajudar quem não quer ser ajudado. A mudança parte de dentro de cada um de nós. 

Contudo, o meu esforço não foi em vão. Graças a esse trabalho de síntese que fiz, tive a ideia de preparar vários guias para partilhar no meu canal do YouTube e no Blog e, assim, dar o meu contributo para que outras pessoas (pessoas realmente interessadas), que não têm tempo ou detestam ler, pudessem iniciar este estilo de vida, com facilidade.

  • Em quase todos que sentiram grandes benefícios nesta mudança de opções, surgiu um desejo altruísta de partilhar com as outras pessoas estes benefícios. Algumas pessoas, como tu, fazem os possíveis por divulgar o “conceito”, por vezes às custas de algum tempo para a família ou lazer… O que te motiva para tal? O que “te move”?

Desde criança, sempre tive um forte sentido de missão. Acredito que todos nascemos com um propósito e o nosso propósito deve passar por darmos o nosso melhor em algo que façamos muito bem e que tenha um impacto positivo nas pessoas que nos rodeiam. No meu caso, optei por fazê-lo através da escrita (dos guias, textos motivacionais) e da partilha de receitas. 

  • Tens feito um excelente trabalho, quer através da motivação das pessoas, com os teus exemplos, mostrar que é real, que a mudança é possível, quer na divulgação das melhores opções e sugestões de estilo de vida activo e saudável (no teu caso personalizando com conselhos sobre nutrição‎, cozinha, etc…).
  • Que novos projectos / planos tens para continuar esse “trabalho” em 2019? O que te motiva a continuar?

A crença de que ainda tenho que dar muito mais de mim ao Mundo, pois há muitas pessoas que precisam deste tipo de Blogs que as apoiem, é o que me motiva a continuar.

Como projetos futuros, confesso que gostaria muito de redigir o meu próprio livro! Adoro a escrita. Além disso, como sou uma apaixonada pela área de desenvolvimento pessoal, pretendo também dedicar-me mais a essa vertente no Blog, através da escrita de mais textos motivacionais e aplicando os vários conhecimentos que tenho, de modo a ajudar as pessoas também noutras áreas das suas vidas e não apenas ao nível da alimentação. Somos um “Todo”, em que tudo em nós tem de ser trabalhado para termos uma vida mais plena e, tal como costumo dizer, uma vida mais saudável e feliz.

A Suzana referiu na sua resposta ao meu desafio a esta Entrevista / Perfil, referindo ter sido uma HONRA… o que me fez genuinamente sorrir. É obviamente extremamente gratificante que alguém tão obviamente empenhada, assertiva e dedicada, considere um convite meu uma honra. A honra é minha em que confiem em mim para vos “expôr” e desta forma agradecer o tanto que fazem pela nossa pequena “comunidade”.

OBRIGADO POR TUDO SUZANA. Continua o teu percurso, estaremos aqui para o testemunhar e apoiar…

NOTA: As minhas desculpas à Suzana e aos nossos leitores pelo significativo atraso na publicação de mais este perfil e a prolongada ausência de publicações. Problemas de saúde e um acréscimo de desafios profissionais ditou este afastamento. Prometo regressar mais assíduo e regular…

PERFIS ANTERIORES:

A não perder os anteriores Perfis (disponíveis nos links abaixo), para ficar a conhecer um pouco melhor gente tão inspiradora…

Liliana Bento – Ser Feliz, Ser Paleo
Joana Franco e Abreu – 3 para as 2
Marta Simões – Na Caverna da Marta
Márcia Patrício – Os Temperos da Argas | Paleo
Evans AC – Doceira Diabólica ou Musa Inspiradora?!

Print Friendly, PDF & Email

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here