QUIZ Paleo – Hidratos de Carbono… Anjos ou Demónios?

Quiz Paleo

3ª edição da “saga” dos Quiz Paleo / Primal / Ancestral… 😀

Esperemos que estes questionários constituam uma forma diferente de solidificar ou aprofundar conhecimentos. Que o resultado seja apenas mais um caminho para explorar outros conhecimentos, despertar curiosidades e estimular a vontade de aprender mais…

Desta vez vamos abordar sobretudo alguns conhecimentos base à volta de um dos mais “mal amados” macro-nutrientes, os hidratos de carbono!

Como certamente é do conhecimento comum (entre os “Paleos”), os hidratos de carbono não são, em todas as suas formas, inimigos da boa saúde. Desde que a nossa dieta não seja baseada numa elevada percentagem dos mesmos (a pirâmide alimentar recomenda cerca de 60%, privilegiando muito os cereais, o que é absurdo numa perspectiva de boa saúde), a ingestão de “bons” hidratos de carbono não é necessáriamente nociva.

Os hidratos de carbono nocivos para a nossa saúde serão naturalmente os processados, presentes em alimentos industrializados e não os hidratos de carbono no seu estado natural. À excepção de pessoas num estado de obesidade, diabéticas, com especial sensibilidade aos hidratos, ou com alguma patologia específica, a ingestão dos hidratos de carbono no seu estado natural, acompanhados pela fibra sempre presente nesses alimentos (e que pela sua acção na digestão e metabolismo de hidratos agem um pouco como o seu natural antídoto), não traz, por norma, efeitos adversos à saúde. A ingestão de fruta e vegetais, nessa perspectiva e para essas pessoas, não tem de ser necessariamente moderada.

Este tema obviamente não se esgota neste questionário e teremos oportunidade de o abordar em vários outros, mesmo que não com especial destaque…

Sem mais… deixo-vos mais um questionário, espero que gostem e que partilhem com quem achem que dele beneficie.. 🙂

Results

Parabéns !!

Não há dúvida que demonstrou ter conhecimentos já bastante sólidos! mas lembre-se…há sempre lugar para mais conhecimentos…  😉 
Print Friendly, PDF & Email

Bolas!  😥  lamento…

Aparentemente necessita de rever alguma da informação e ler um pouco mais sobre o conceito… Se necessitar ajuda ou recomendações de leituras, não hesite em questionar… 😉

Print Friendly, PDF & Email
Share your score!
Tweet your score!

#1. Numa estratégia de verdadeiro Jejum insulínico (evitar a produção de insulina por estímulo alimentar) o que NÃO POSSO comer de manhã?

#2. Com especial destaque numa estratégia de emagrecimento, mas também na perspectiva de melhor saúde, recomenda-se ingestão de hidratos:

aqui referi a importância da estratégia de optimização do timing das refeições (sobretudo PA) em relação à combinação da acção da insulina e cortisol. Referi, talvez demasiado superficialmente que o cortisol amplia a acção da insulina e que seria uma das razões pelos quais estimular a insulina cedo, pela manhã, seria especialmente contraproducente (período em que o cortisol existe em maior quantidade). Pela mesma razão, contra o que diz a sabedoria popular, é mais vantajosa a utilização de bons hidratos ao final do dia, quando temos o cortisol muito mais reduzido, e vão igualmente estimular a produção de melatonina / seratonina.

Para mais informações sobre o papel destas duas hormonas no processo de emagrecimento, ler aqui:

Print Friendly, PDF & Email

#3. Numa dieta convencional (Não Paleo) a ingestão de frutose provém principalmente de

Açúcar refinado ou vulgo açucar de mesa (sacarose) é composto por 50% glicose e 50% frutose. A frutose é o elemento que lhe dá o gosto doce.

Refrigerantes, sobretudo provenientes dos Estados Unidos, são muito frequentemente adoçados com HFCS (high-fructose corn syrup), um tipo de açucar derivado do refinamento do milho e com maior quantidade de frutose que a sacarose. Trata-se de um adoçante muito popularizado entre os fabricantes de produtos alimentares, sobretudo devido ao seu baixo preço (sobretudo devido aos subsidios à produção de milho).

Print Friendly, PDF & Email

#4. Estratégias de Jejum Intermitente / Prolongado têm como resultado benéficos (assinalar a afirmação FALSA):

#5. Numa estratégia em que pratique Jejum intermitente, o que POSSO ingerir para não interromper o Jejum?

#6. Existem alimentos especialmente úteis para ajudar a melhorar a saúde Intestinal e da nossa macrobiota…Indique o que NÃO “encaixa” nessa afirmação:

#7. Amido resistente é um:

#8. Fécula ou batatas cruas, banana verde ou certos alimentos quando cozinhados e refrigerados, contêm que tipo benéfico de hidrato de carbono?

“O amido glicêmico é degradado a glicose por enzimas no trato digestivo, podendo ser classificado como amido rapidamente (ARD) ou amido lentamente digerível (ALD) no intestino delgado, enquanto que o amido resistente é aquele que resiste à digestão no intestino delgado, mas é fermentado no intestino grosso pela microbiota intestinal”.

 

o amido é muito utilizado na indústria alimentícia para alterar ou controlar diversas características das preparações, como a textura dos alimentos, por exemplo. “É a fonte mais significativa de hidratos de carbono na alimentação humana, representando 80% a 90% de todos os polissacarídeos da dieta. São muito utilizados pela indústria, encontrados em pães, bolos, massas, laticínios, cereais, carnes, bebidas e molhos”

Print Friendly, PDF & Email

#9. Arroz é fundamentalmente amido, sem especial interesse nutricional. Por ser amido estimula significativamente a insulina. Qual dos tipos de arroz tem MENOR efeito insulínico?

A vantagem do Arroz Basmati face aos diversos tipos de arroz é que a sua influência na glicemia (subida dos níveis de açucar no sangue) é menor.

Para saber mais sobre quais os tipos de arroz mais recomendados e os seus benefícios, podem aceder aqui:

Print Friendly, PDF & Email

#10. Carga Glicêmica (GL) avalia a influência dos alimentos na elevação da glicemia (açúcar) no sangue, tendo em conta uma porção “real” do alimento a ingerir (mais preciso que o GI – Indice Glicémico). Qual será o alimento com MAIOR GL?

O GL – Indíce de Carga Glicémica é uma evolução do Indíce Glicémico, sendo melhor indicador da influência dos alimentos na subida dos níveis de açucar no sangue, que o IG – Indice Glicémico.

O GL tem em conta ã quantidade “tipica” de alimento ingerido, uma dose real / porção do mesmo, em vez de uma quantidade fixa (50g) dos hidratos de carbono presentes no alimento (IG). Exemplo disso é medir os efeitos de uma fatia d emelancia ao invés de 1Kg da mesma.

Para saber mais sobre estes dois indcadores podem consultar aqui…

Print Friendly, PDF & Email
Terminar
Print Friendly, PDF & Email

More from author

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Related posts

Advertismentspot_img

Latest posts

Óleos Vegetais industrializados. Um “veneno” moderno?

É do conhecimento comum, informação "básica" para todos os que praticam estas opções de "Dieta" Primal / Paleo, que os óleos vegetais, extraídos de...

2020 | Ainda mais resoluções para o Ano Novo

2020... Ainda mais resoluções de Ano Novo Todos os anos, bem perto do “finalzinho” do ano que termina, enchemo-nos de força de vontade indomável e...

NUTRIRevolução | São os carros, não as vacas

Há várias décadas que "crescemos" a ouvir que o consumo de carne vermelha, ou no mínimo o excesso de consumo de carne vermelha seria prejudicial à nossa saúde... será mesmo assim?

Want to stay up to date with the latest news?

We would love to hear from you! Please fill in your details and we will stay in touch. It's that simple!

Print Friendly, PDF & Email