QUIZ – É um “expert” ou “aprendiz” Paleo / Primal?

0
801
Quiz Mix

Convenhamos, nunca ninguém é um expert nesta vida! 🙂

Estamos sempre a aprender, estão sempre a ser divulgadas novas descobertas, novos conhecimentos. Qualquer ciência, para ser ciência, é contestável, é permanentemente sujeita a revisões e questionamentos. Nada é absoluto e para sempre!

Mas como acredito que muitos de vocês já estão a um nível de conhecimento nutricional digno de ser testado (e porque muitos de vocês me pediram… :)) Aqui fica mais um QUIZ Mix Paleo / Primal!

Espero que acima de tudo se divirtam e aprendam algo mais. Se os resultados não forem os que esperavam, usem como “desculpa” para aprender mais! 🙂

No final partilhem para chegar a mais pessoas e para que se saiba o quanto são “uns sabichões” 🙂

START QUIZ
Quiz Mix

Tenho falado tantas vezes na necessidade de distinguir os níveis e os tipos de evidência (para avaliar estudos, sobretudo), que achei por bem deixar aqui…

Ciência (do latim scientia, traduzido por “conhecimento”) refere-se a qualquer conhecimento ou prática sistemáticos. Em sentido estrito, ciência refere-se ao sistema de adquirir conhecimento baseado no método científico bem como ao corpo organizado de conhecimento conseguido através de tais pesquisas.

A ciência é o esforço para descobrir e aumentar o conhecimento humano de como o Universo funciona.

O método científico refere-se a um aglomerado de regras básicas dos procedimentos que produzem o conhecimento científico, quer um novo conhecimento, quer uma correção (evolução) ou um aumento na área de incidência de conhecimentos anteriormente existentes.

A metodologia científica se reforça no pensamento de René Descartes, que foi posteriormente desenvolvido empiricamente pelo físico inglês Isaac Newton. Descartes propôs chegar à verdade através da dúvida sistemática e da decomposição do problema em pequenas partes, características que definiram a base da pesquisa científica.

O Círculo de Viena acrescentou a esses princípios a necessidade de verificação e o método indutivo. Karl Popper demonstrou que nem a verificação nem a indução sozinhas serviam ao propósito em questão – o de compreender a realidade conforme esta é e não conforme gostar-se-ia que fosse – pois o cientista deve trabalhar com o falseamento, ou seja, deve fazer uma hipótese e testar suas hipóteses procurando não apenas evidências de que ela está certa, mas sobretudo evidências de que ela está errada. Se a hipótese não resistir ao teste, diz-se que ela foi falseada. Caso não, diz-se que foi corroborada. Popper afirmou também que a ciência é um conhecimento provisório, que funciona através de sucessivos falseamentos. Nunca se prova uma teoria científica.

Print Friendly, PDF & Email

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.