Força de vontade e vitímas

Ou como o carvalho envelhecido. 🙄  
Talvez como um PVC resistente… 😕
0k…como manteiga no verão… 🙁  

“Hoje” apeteceu-me falar sobre motivação, sobre força de vontade e convicção.
Falamos frequentemente de estratégias, de conhecimento, de saber o mais claramente possível como funciona o metabolismo e a nossa fisiologia. Somos seres racionais e o conhecimento do que nos faz bem e faz mal deveria levar-nos a agir e seguir sempre, sem desvios esse caminho…Faz sentido, certo?

Já voltamos a esse ponto…

Então e as pessoas muito obesas que são frequentemente apontadas como únicas culpadas desse seu “destino”, por não terem força de vontade, por não conseguirem “dar a volta”…sendo que para quem “está de fora” parece apenas isso, uma questão de “força de vontade”…e os próprios que acabam por acreditar nisso, desmotivar, perder cada mais o amor próprio, a auto-estima…

Alguém reconhece estas realidades?

Assim se acusam as vítimas…

Vítimas de uma indústria que estuda, altera e “fábrica” alimentos em laboratório, ajustando a palatibilidade dos alimentos de forma a torná-los quase irresistíveis, combinando elementos como sal e açúcar (entre outros) em proporções que visam inibir a produção da leptina hormona da saciedade, a tal que nos transmite que “chega”, já estamos satisfeitos…e/ou estimular a grelina, a “hormona da fome”… É por manipulações dessas que se consome um pacote de bolachas ou batatas inteiro, ou há quem consiga beber um litro de “Cola” de uma vez…

Isso parece-vos ficção ou exagero? Pareço um fanático com manias da conspiração? Ou estão a estranhar um texto tão longo sem uma ou duas piadinhas e estão à espera da “punch line”?! Terei de vos desiludir… Há assuntos que mexem comigo, que levo muito a sério e este é um deles.

Essas pessoas são vítimas!! Devem ser apoiadas, motivadas, ajudadas… São vítimas da indústria e da má informação, mentalidades moldadas por directrizes erradas que os empurram para pseudo dietas de emagrecimento assentes em produtos Light, sem gordura e agora mais recentemente já sem açúcares (mas com edulcorantes que têm efeito semelhante)… Com controle calórico que simplesmente só resulta a curto / médio prazo e que ninguém consegue manter… E a obesidade, os diabetes tipo 2 e outras doenças do foro metabólico, associadas a má nutrição, continuam a aumentar em flecha…

Sabiam que a organização mundial de saúde já veio associar cerca de 40% dos cancros, como influenciados por más opções nutricionais?

Ainda sobre as manipulações dos alimentos e a inibição da saciedade, já viram a evolução dos tamanhos das garrafas de coca cola ao longo dos tempos? Não as garrafas familiares de litro ou litro e meio, mas aquelas para consumo imediato. Pesquisem, é interessante e é exemplo desta questão…

Percebem agora porque estas questões me retiram a vontade de brincar?!

Ou porque nem sempre termos consciência das melhores opções nutricionais é mesmo assim o suficiente para ditar as nossas opções?

E os dias em que simplesmente nada nos corre bem? Em que o stress, as pressões, as desilusões nos deitam abaixo e nos deixam vulneráveis? E o stress que potencia a ação da Grelina, a tal hormona da fome?

Em que, por mais que saibamos identificar as melhores opções, um pastel de nata parece tão tentador…e cedemos…

…e temos a opção de ceder conscientes que é uma má escolha, mas que não nos derruba, não nos descarrila dos nossos objectivos e não nos desmotiva a pontos de comer toda uma caixa de pastéis de Belém, não nos leva à ideia de “perdido por 1, perdido por dez”… e já agora mais um mil folhas… 😳

…e se um dia me virem a comer um pastel de nata, não me apontem o dedo. Antes sejam solidários porque certamente algo não está bem (mais não seja porque há uma forte possibilidade de nas próximas horas ter o estômago às voltas)… 🙁

POST SCRIPTUM:
Obviamente que este post não se dirige directamente à quem aqui anda. Se me “visitam neste site” é porque sabem, ou cedo aprendem, que alimentos industrializados, processados e modificados para causar vício e/ou interferir com as hormonas descritas, não são para comer! Se não comerem um, não vão ser tentados a comer 10. Este post era para o vosso EU antigo, ou para as pessoas à vossa volta, não Paleo que precisam ser esclarecidas…

Este post não constitui a desculpabilização de “deslizes” muito menos encoraja-los. Se “pecarem” não façam drama ou desmotivem, mas não partilhem em Grupos de Nutrição Paleo os vossos pratos de massa ou o bolinho de pastelaria. Partilhem que não estão num bom momento, como por vezes ocorre e certamente terão muito incentivo para “vos pôr pra cima”.

Até nisto, conhecimento é poder!! Não sou uma vítima! Sou dono do meu destino! Se não o faço em 3 meses, faço em seis, um ano ou mais, mas faço!! Força, Foco e Fim à vista…

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here