Sobre mim…

 

Não sou médico, nem cientista ou investigador profissional. Apenas um apaixonado pelo tema da nutrição, que como tantos andava iludido e plenamente convencido da validade dos “chavões” e lugares comuns…

 

Em Outubro de 2017, após assistir quase “por acidente” a um documentário (FAT HEAD) que desmistificava muitas ideias preconcebidas sobre nutrição, decidi pesquisar e aprofundar conhecimento.

 

Estava nessa altura com 99kg, para uma altura de 1,74m. Após adopção de uma alimentação “estilo” Paleo, baseada em alimentos verdadeiros, com eliminação de cereais, óleos vegetais processados e hidrogenados e orientação Low Carb, em finais de Janeiro de 2018 estava com 73kg, peso que mantenho desde essa data, com muito poucas oscilações. Tudo sem dieta restritiva, sem sacrifícios….

Antes e depois... As significativas melhorias quer na eliminação de obesidade, quer nos indicadores gerais de saúde e a convicção de que a adopção de uma dieta de base evolutiva / ancestral, integrada num “estilo de vida” focado em “Welness”, é sem dúvida a melhor estratégia de vida para promoção de bem estar e saúde, levaram-me não só a querer aprofundar mais e mais os conhecimentos ligados à influência da nutrição, como a querer partilhá-los, com o objectivo de mudar mentalidades, esclarecer e eliminar conceitos errados e ultrapassados. De certa forma é uma missão… e uma paixão!

Não sou um fundamentalista, zelota seguidor de uma Dieta específica. Sou um apaixonado pela optimização da nutrição, tendo em conta bases fundamentadas cientifica e evolutivamente. Considero como vantajosa uma base “Paleo / Primal / Dieta Ancestral”, que assenta no príncipio de uma dieta baseada em alimentos o mais o mais naturais possíveis, com o mínimo de processamento “artificial”, com o mínimo de aditivos e eventualmente de produção biológica quando posssível.  Essa será uma dieta para a qual estamos essencialmente adaptados, “moldados” por milénios de evolução (mesmo tendo em conta algumas adaptações evolutivas de populações específicas, como a maior tolerância a lactose, entre outras…).

 

Paleo / Primal ou Dieta Ancestral, Keto (Dieta cetogénica) são “rótulos”, bastante actuais e “trending” na nossa sociedade e uma crescente identificação / necessidade do publico com estilos de vida (e nutrição) diferentes são facilmente percetíveis na “media social”.

 

Considero que ainda existe (sobretudo no nosso país) uma grande desinformação sobre nutrição. Ainda persistem muitas ideias “erradas” e Mitos Nutricionais. Ainda se encara geralmente o colesterol como um “bicho mau” e quanto muito há quem faça a distinção entre o “bom” e o “mau” colesterol (e aí também estão “desinformados” 😊. Ainda há quem use a referência do Colesterol Total (e acima de 200) como indicador de risco cardiovascular, quando esse indicador já foi completamente desvalorizado pelas principais instituições internacionais ligadas à cardiologia, pelo menos desde 2015…

 

Existem variadíssimos exemplos de “desinformação nutricional” e infelizmente, nesse tema, frequentemente não existe uma preocupação dos “media” em analisar e distinguir as bases de “estudos” que entende divulgar, sem distinguir a qualidade e alcance dos estudos que divulga como conclusivos (sem referir se esses estudos tiveram estrutura e metodologia para apresentar conclusões como comprovação / provas ou apenas levantar novas hipóteses).

 

Existem vários níveis de evidência científica e infelizmente em nutrição, poucos têm sido publicados dos que podem realmente provar causalidade. Sobre essa questão, deixo aqui algumas referências reais, se bem que quase anedóticas…

 

A identificação com esta missão e o empenho na transmissão da melhor informação possível levaram-me a colaborar em diversos Grupos e Páginas no Facebook, tendo inclusive aceite convites para ajudar a moderar 4 Grupos, onde se destaca a excelente postura e espírito de entre-ajuda entre os seus membros e onde diáriamente fazemos a diferença na vida de milhares de pessoas…

Aqui deixo quatro dos Grupos Facebook onde actualmente tenho o privilégio de assumir responsabilidades de moderador (e que espero que já sigam…) 😉 :

Considero que são excelentes para troca de experiências, motivação, etc… “vêmo-nos” por lá 😉

Print Friendly, PDF & Email

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here